Site de Poesias

Menu

Soneto de Ialmar Pio

 

 


AMOR ANTIGO
 
                     Ialmar Pio Schneider
 
Eu quis fazer um verso de saudade
que me trouxesse os dias já vividos;
e pensei nos caminhos percorridos
quando te amei demais, na mocidade.
 
Mas, hoje mergulhado na ansiedade,
só me atormentam sonhos reprimidos,
como se fossem cânticos perdidos
que me negaram a felicidade.
 
Aquela que cruzou o meu destino
e só me fez cantar inutilmente
os seus dotes de rara exuberância,
 
matou pra sempre os sonhos de menino
que povoavam então a minha mente
de todos os amores sem constância...
 
Porto Alegre - RS, 26 de maio de 2002
 
http://ialmarpioschneider.blogspot.com/

Compartilhar
Ialmar Pio
18/07/2018

  • 0 comentários
  • 14 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados