Site de Poesias

Menu

COMO NUNCA IMAGINASTE

 
Demétrio Sena, Magé – RJ.
 
Tenho beijos guardados pra gastar,
um estoque de abraços quase virgens,
vem pastar no meu campo de carências
uma grama vistosa; suculenta...
Trago amores que o tempo acumulou
entre várzeas de sonho, solidão,
minha mão me procura e não encontra
o que só acharia se te achasse...
Sai do nada, me salva desta espera,
faz de mim teu celeiro farto e são,
vinho e pão como nunca imaginaste...
Colhe a vida escorrendo em minha boca,
sorve o leite que brota no meu eixo
e no quanto me deixo para ti...

 

Compartilhar
Demétrio Sena, Magé - RJ.
08/07/2018

  • 0 comentários
  • 15 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados