Site de Poesias

Menu

AMOR VERDADEIRO

 
Amor verdadeiro, quando perdoado.
Jamais apenas uma vez, mas tanta.
Ausência de amor, perdão espanta.
Fugindo, buscando, outro inusitado.
 
A capacidade para amar, somente.
Entendendo amor, como a verdade.
Uma vez instalado, brotada semente.
Escrevendo amor, numa  eternidade.
 
Jamais esquecido, invencível  amor.
Tampouco, um encanto transitório.
Sentimento puro, um amigo da dor.
Porém incutindo, sempre probatório.
 
Jamais domina, e tampouco sufoca.
O amor deixa livre, permitindo viver.
Como a esperança, sempre enfoca.
Contudo ajudando ao outro crescer.

 

 

Compartilhar
izildinha renzo
07/04/2018

  • 0 comentários
  • 24 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados