Site de Poesias

Menu

QUANDO O AMOR ACABA

QUANDO O AMOR ACABA

Quando o amor acaba não há mais precisão


Uma lágrima chorada por ninguém agora cai


Somente lembranças marcantes continuarão


E dos olhos marejados todo o brilho se esvai

Quando se tem tempo, já não precisa pressa


Mas alguém sempre procura o desejado sinal


Da promessa do tempo que passou depressa


Acreditando, em vão, nesse amor consensual

Tão difícil acreditar que o eterno amor morreu


Um amor que deveria ter durado infinitamente


Desde o princípio se perdeu, não se percebeu


Mas a vida continua e ela caminha pra frente

Quando se acha que a dor nunca vai terminar


Ponderar que, cada dia que nasce é outro dia


Que nenhuma pessoa deve se auto depreciar


É ter sabedoria pra selecionar sua companhia

Marco Antônio Abreu Florentino



https://youtu.be/7-whRgnO-mQ


(Ainda Queima a Esperança - Diana)


(Composição: Raul Seixas e Mauro Motta)


 

Compartilhar
Marco Antônio Abreu Florentino
08/02/2018

  • 0 comentários
  • 41 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados