Site de Poesias

Menu

NUNCA IMAGINE

Nunca imagine que estou derrotado de vez,
para seu maior desgosto,
estou de pé,
e seguindo em frente.

Sei que a minha determinação de vencer,
desagrada o orgulho de quem disse
que nunca mais me veriam
feliz de novo.

Mas embarquei no vagão da fé e minhas
asas começam a crescer novamente,
e como estão mais fortes,
já fazem ventania.

NUnca imagine que não usarei minhas asas
para voar. Não conte com isso.
Esta alegria é minha, alegria que você nunca
conheceu e jamais conhecerá.

fim

Compartilhar

è bom voar nas asas da fé, Aqui no outono de 2006

WILLIAM VICENTE BORGES
04/05/2006