Site de Poesias

Menu

AMORES DE PROSTÍBULOS

Mulher...me usa,abusa

de mim nessa tua alcôva perfumada

Me arranha,assanha os mais profundos

dos desejos carnais quando na tua cama estou.

Me deseje ardentimente,se ensinue numa dança indecente

feito uma serpente me envolva em teus baços e no laço de 

tuas coxas,me empurre pra dentro até me encaixar nesse

corpo teu.

Me devore por essa boca quente,me marque a 

pele com teus dentes,e me faça escravo teu,

me ame e me deixes,me puxas e me mande ir embora

desse quarto seu...seja de dia minha dama,de noite

minha puta na cama e me faça o homem mais feliz

por esse amor marginal.porque não somos santos,mas pecadores

desse prostíbulo de vidas fáceis.

Sou teu homem e sou teu macho,e tu

minha querida fêmea nesse resto de noite que

logo se dessipará ao romper do dia...porque

amanhã eu vou embora e depois de amanhã ninguém

é de ninguém.

Compartilhar
Charles Feitosa de Souza
16/11/2017

  • 0 comentários
  • 60 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados