Site de Poesias

Menu

Você

Olhares que se procuram

Em cada multidão que passa 

Em cada caminho de regresso

Sempre há lugares para sonhar

Por mais rude que essa vida seja

Sempre há estrelas em desordem

E um sol ardendo o dia todo

Mas não perdendo o brilho no olhar...

Emoções reprimidas nas tardes de verão 

Na calmaria de um vilarejo em pérolas raras

Por de trás dos morros carrego comigo

Toda a paisagem na lembrança 

Meus olhos procuram ver o que a imaginação

Busca !.....

Célia Guímaro

 

 

 

Compartilhar
Célia Guímaro
14/08/2017

  • 0 comentários
  • 20 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados