Site de Poesias

Menu

TUAS MÃOS

Tuas mãos quero tê-las novamente,
Acariciando o meu corpo em frenesi,
Mas, mutável, num balé suavemente,
Como plumas minha face comprimir!

Ao sentir o seu toque em minha tez
Deixando-me assim em ânsia louca,
Quero, sim, o perfume e a maciez,
Nos relevos da minha ávida boca!

Essas mãos que me fazem suspirar
Simplesmente ao sentir os seus afagos,
Enlouquecem-me e começo a transpirar!

E, envolto por elas sem embargo,
Só sentir profusão, me desvairar,
É o que mais eu quero, e me embriago!

Autor: José Rosendo

Compartilhar

Nazarezinho, 27 de abril de 2006


27/04/2006