Site de Poesias

Menu

CONSOLAÇÃO

A ânsia de estar sempre ao teu lado
Faz-me ver que ainda eu te quero,
Pois procuro nos perdidos e achados
As lembranças do quanto eu te venero!

Recordar os momentos de prazer
Que vivi contemplando o teu sorriso,
Vem a mim a vontade de trazê-la
De volta aos meus braços, eu preciso

Reviver todo o amor que dediquei
Ao teu ser que amei com tal ternura!
Relegaste os carinhos que eu te dei,
Hoje eu vivo da minha desventura!

Mesmo assim eu desejo, em conseqüência,
Que tu sejas venturosa todo dia:
Quero ver-te feliz na minha ausência
Do que triste na minha companhia!

Autor: José Rosendo

Compartilhar

Nazarezinho, 26 de abril de 2006


26/04/2006