INFECÇÕES

 

 

Insensato como o lume do vaga-lume

Sobe as nuvens do inverno meio tenso,

Porque é longa a estrada, frio é intenso

E as pernas bambas não ficam impunes.

 

Destemido e sério segue rumo ao acesso

Que escorregadio impõe muitos cuidados,

Pois está só, ébrio… Olha para os lados,

Cambaleia dentre pedras que são abcessos.

 

Hum! Tantos obstáculos não são do acaso,

Na verdade varou a fumaça, hora do ocaso,

Desmantelou os ossos na queda imprevista!

 

Nas lavouras mórbidas chamadas de destino

Deixa vir à tona ecos do silencioso intestino…

Não vingou a jornada vermelha, comunista!

 

 

DE Ivan de Oliveira Melo

 

 

 

 

Ivan de Oliveira Melo
© Todos os direitos reservados