Indomável

Indomável

Somos indomáveis no reflexo dos nossos êxitos...
É tão óbvio e perceptível que nos incomoda ludicamente.
Porém, a dúvida mágica, que deflagramos inconscientemente,
Surge quando lidamos com a inspiração de estarmos acordados...

Enquanto isso, a nossa trajetória é como um caminho sem volta,
Indagando o vento, os passos, os singelos gestos descontaminados...
E, por assim dizer, dizemos sem ver, sem sentir, sem ouvir,
Porque existe algo que nos segura além de nós mesmos.
 
São das delongas de outrora, que suspiramos pelo tempo,
E, mesmo assim, sem definir o pensamento, mas querendo dizer...
Que saber ver é sentir, do entender ao concluir, simples assim.

No entanto, por mais esporádico que sejamos,
Vamos evoluindo em desapego somente na ausência da ira,
Dando espaço a uma liberdade de amar infinita.