Site de Poesias

Menu

Soneto de Ialmar Pio

AVE-MARIA

Os sinos choram nestas tardes frias
O povo todo se recolhe e ora
Ouvindo esta voz que plange e chora
Todos se lembram das Ave-Marias.

Somente os ímpios estas almas frias
Nem se comovem com a voz que chora
E nem se importam co´o povo que ora
E reza à Virgem as Ave-Marias.

Ave Maria na terra doce luz
És a nossa bendita devoção.
Ave Maria todos ao céu conduz

Pela graça celeste divinal.
Ave Maria Sagrado Coração
Cheio de luz, nosso feliz fanal.

Getúlio Vargas (RS), junho de l959.

 

 

Compartilhar
Ialmar Pio
15/11/2016