Site de Poesias

Menu

Dor que não sangra

[Ilustração não carregada]

Você foi embora e não se despediu,

seu sorriso bateu a porta; a chuva caiu.

 

Te procurei por toda parte, seu perfume permanece no ar,

fui a beira da loucura; lágrimas buscaram o mar.

 

Não tive tempo para desculpas, não tive tempo para adeus,

os sonhos viraram rascunhos; vivo em conflito com meus eus.

 

O coração foi apunhalado, mas não sangrei,

a dor me fez perder a rainha; espero agora a morte do rei.

 

Marques Corrêa de Assis

Compartilhar

Ribeirão Preto

Marques Corrêa
20/07/2016