Site de Poesias

Menu

Comentários da Poesia "SOPRO"

de Lucilla Guedes

Gostaria de deixar seu comentário?

Comentários

ATENÇÃO: Os comentários aqui registrados não representam a opinião da equipe do Site de Poesias, nem mesmo recebem o seu aval. A responsabilidade pelo conteúdo dos comentários é inteiramente do autor dos mesmos. Ao poeta é reservado o direito de remover os comentários de seus poemas, quando achar por bem fazê-lo.


Num sopro, às vezes, afasta-se um vendaval... parabéns, poetisa!!!

A vida pode ser efêmera, de fato, como um sopro. Em verdade, ela é, ainda mais quando reparamos quanto tempo ficamos na vida e quanto mais pode ser e que nunca veremos por sermos tão breves... Parabéns pela maravilhosa poesia lunar e cheia de filosofia! Abraços e força sempre!

Mas, enquanto houver um sopro de vida devemos vislumbrar a luz no final do túnel. Belo poema. Parabéns...


J.A.Botacini.

Muito linda a sua poesia
Madalena

Dissestes verdades
Mentistes apenas
Quando dissestes:
Que tudo míngua.

Vejo o cosmos beber-te
Verso, por verso
Gole, por gole:
E embriagar-se de poesias.

Trilhões de aplausos Lucilla.

A lua...grande inspiradora! E como nos influencia! Linda poesia! Adorei! Abraços

Diria talvez que este minguar é danado de cruel,
mas é a natureza. O que fazer?
Pura existência também o fim!
Abraços!

É verdade cara amiga Lucilla Guedes,
A vida é um sopro
Belo poema
Parabens

.,..e continuas maravilhosa, um misto de fogo e gelo, uma prosa alem dop horizonte.
Parabens amiga.

"Em poucas linhas, disseste muitas verdades..."

Parabéns mais uma vez, esplêndida poetisa!

Voltar à poesia