Site de Poesias

Menu

Tempo

Naquele tempo,

Não sabia como era bom,

Os sentimentos,

Os segredos Mútuos,

Daquele rio que jorrava sonhos.

Do Palmar de canções,estremecidas.

Da noite de lindas Fantasias.

Realçando o sublime verbo amar,

Fazendo o contraste das estrelas,

Assim Queimando o meu coração.

Mais agora é passado.

Pois mesmo em memórias,

Daquelas lágrimas Manhosas,

Regando o meu amanhecer,

Até estremecer o meu bem sonhar.

 

Compartilhar
Giovanka Rocha
16/01/2016