Site de Poesias

Menu

MARIA FUMAÇA

A minha cidadezinha era cheia de graça

E os maiores acontecimentos e atração:

Era o dia da feira na Rua da praça

E a chegada do trem na estação...

 

 No domingo era dia de missa e sermão

Do padre, carrancudo, chamado Fritze Vilaça.

Homem de olho azul, diziam que era alemão;

Foi ele quem benzeu Maria fumaça.

 

Hoje, o progresso e a modernidade,

Modificou completamente minha cidade

E o trem ficou enferrujado na estação..

.

Nem mais a feira da Rua da praça...

Nem sequer o padre Fritze Vilaça

Ficou pra rezar a missa e dá sermão!

Compartilhar
Carlos Cintra
22/10/2015

  • 2 comentários
  • 79 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados