Site de Poesias

Menu

CISNES BRANCOS

[Ilustração não carregada]

Visão ampla que testemunhamos nas alturas

Imponente terraço dominando Castelo e montanhas,

Fez de teu delicado perfil, lábios de Senhora

A mais sublime entre todas as Damas.

Relembrando estradas, longas jornadas,

Infante quase caído pela dor dos enfrentamentos

Soluço a paz dos grandes momentos,

Como as sombras de meus lutolentos caminhos.

Ah, meus exílios de Amor!

Sonhos imortais que o espírito reveste,

Sem temer o sol , chamas e agreste

Por vezes morto coração , extinta prece,

Me renovo nos platinos reflexos de luares brancos,

Nos banhados entre alvos cisnes beirando a Baviera...

Na lembrança de teus beijos , celestes olhos

O céu piedoso que nos cobre ternamente,

Vejo fim de minhas jornadas,

Caminho dos carinhos de doce amada

Tu és quem mais me espera,

Superando no nobre semblante as saudades,

Todo o pesar de amor que nos macera.

Compartilhar
William José Carlos Marmonti di Gaeta
21/08/2015