Vida

 
A minha pele transpira
Exalando um aroma único:
O meu cheiro... 
O meu coração como
Um belo mangalarga 
Trota suavemente,
Compassadamente,
Domando os meus sentimentos: 
Um garanhão selvagem 
Que alça as patas 
Aos bravos ventos
Lutando pelos princípios 
Da vida e da liberdade. 
Se ontem, dos meus olhos,
Gotas de tristezas
Molharam o meu sorriso,
Hoje, os raios do sol,
No lago que se formou,
Refletem-me vida.

Obra registrada. Protegida pela Lei de Direitos Autorais 9610.
Conheça mais sobre o autor:
www.agbook.com.br
www.clubedeautores.com.br

São Gonçalo - RJ