Site de Poesias

Menu

ESPERAR O QUÊ?

 
ESPERAR O QUÊ?
A voz inaudível
o corpo não responde
a vontade de levantar,
de caminhar.

Do amanhecer ao
anoitecer a cama
é seu drama.

A vontade de andar
entristece seu coração
por ficar na vontade
das boas mãos.

Não perde as esperanças
se apega a religião
não tem outra opção.

As horas são intermináveis
e as lembranças são o
que lhe resta dessa
que se chama vida.

A tv ligada nos programas
preferidos, distrai, faz
o tempo passar com
a sensação de nunca
terminar.

E assim sai e entra
semana, vive-se
por viver de uma
vida que não existe
mais,mas só na aparência
ela estar fincada na cama
com seu drama.

Compartilhar
José Marcos di Ayres
20/06/2015

  • 0 comentários
  • 95 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados