Rimas

Rimas
 
Rimas feitas de amargura
Nos versos que escrevi
São rimas em que a agrura
Sobrepunha o que frui
 
Rimas que a vida escreveu
No curso do meu destino
Tão escuro como breu,
Que hoje me sinto cretino.
 
Bem ou mal, a vida, é assim
Composta de tanta rima
E de tormentos sem fim,
Que do poeta se aproxima
 
Ele paga com essa sorte
O sonho que almejou,
O rimador, só na morte,
Alcança, o que sonhou !
 
Rimas pobres, rimas ricas
Cruzadas ou alternadas
Sempre alguém as critica
Por não serem coroadas
 
O vate é um sofredor     
Forjado pelo destino  
Tem na rima o seu amor,
No verso, o dom divino  !
 
Porangaba, 07/06/2015 (data da criação)
Armando A. C. Garcia
Visite meu blog:

http://brisadapoesia.blogspot.com

ARMANDO A. C. GARCIA
© Todos os direitos reservados