Site de Poesias

Menu

Um poema no deserto!

Como de louco
Todos temos
Um pouco,
Fugi para o deserto
Onde nunca esteve
A minha alma!
Iniciei a jornada
Numa cavalgada
Sem rumo, sem nada!
Então pus-me a imaginar
E peguei numa pedra
E escrevi um poema
Para que a posteridade
Nunca esquecesse
A sua verdade!
Que o sonho cria montanhas
Descobre rios
Atravessa mares
E florestas verdejantes!
Nunca morre!
Vive desvarios
Percorre distâncias
Para além do horizonte
Longiquo e ignoto!
O sonho, cria sonhos
Tamanhos e risonhos!
O sonho comanda a vida,
Comanda o amor
Domina a dor
Aquece a alma
E se espraia
Em tarde calma
E florida!
Este foi o meu poema
Naquele deserto
Onde nunca esteve
A minha alma!
E eu vivo porque sonho!
 
 

 
 

Compartilhar
Ezequiel Francisco
12/05/2015

  • 0 comentários
  • 206 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados