A POESIA

MISTERIOSA

SORRATEIRA

COMO A BRISA

FOI SE CHEGANDO 

E ACUPOU MEU EXISTIR


TROUXE COM ELA 

A MELODIA DAS CASCATAS

E O COLORIDO

DO ARCO-IRIS E COLIBRIS


SE EM NOITES INSONES

A PROCURO NO MEU LEITO

ME ACONCHEGA

ACARICIA 

DA CALOR


EU ME DELEITO

NOS SEUS VERSOS

PAIXÃO DELÍRIO


A POESIA

ME NUTRE A ALMA

ME AFAGA E ACALMA

EXALA AMOR

Maria Isabel Sartorio Santos
© Todos os direitos reservados