AOS ENAMORADOS


AOS NAMORADOS


 


 


Este luzeiro celígeno em noite cintilante,


Arrebata a visão de quem o contemplar;


Lua que em fase cheia no céu brilhante,


Consegue aos poetas inspiração lhes dar.


 


Fulgentes raios espraiam sobre o jardim,


Querendo a beleza de o vergel participar;


E o enamorado com um ramo do jasmim,


À amada em paixão lhe passa oferendar.


 


Como é linda esta  primorosa Natureza!


Esse astro iriante sempre a compartilhar.


Senhor da noite, luminar de certa beleza


Aos casais de namorados passa a inebriar.


 


Juras de amor em plenitude de esbelteza,


Nos bancos da praça passam a permutar,


Sentimentos de união cingidos na certeza,


De um enlace terno e o mundo referendar.


 


Rivadávia Leite

Rivadávia Leite
© Todos os direitos reservados