Site de Poesias

Menu

Rua da Praia

 La vai o menino
Pela rua da praia
Anda sem ao menos notar
Que aquilo um dia acabaria

Menino traquino
Feliz, brincalhão...
Também brincou com a vida.
E apontou o horizonte.

Chorou porque perdeu
Seu melhor tesouro,
Mas enquanto esteve lá
Brincou como se tivesse nascido

O tempo passa.
Lá vai o menino
Que ainda sonha com a mesma rua
Ainda ver o seu tesouro
E chora de saudade.
E quando desperta,
Reza pra São José pedindo:
Para quem achá-lo,
Que saiba saber preservá-lo por toda vida.

Pois é único.

Compartilhar
Sandro Souza
23/03/2015

  • 0 comentários
  • 17 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados