Site de Poesias

Menu

Salve!

 

Arranco-me pela impaciência
Tentando expelir palavras,
Bolas de pelos entaladas
Em minhas entranhas:
Salve o feio e o bonito,
Salve o pobre e o rico,
Salve, salve, salve...
Salve a vida e a morte,
Salve o fraco e o forte,
Salve, salve, salve...
Salve os santos,
Salve os caídos,
Salve, salve, salve...
Salve a dor e a alegria,
Salve o torpor da fantasia,
Salve, salve, salve...
Salve a ignorância sadia,
Salve a inteligência vadia,
Salve, salve, salve...
Salve os tolos,
Salve os bárbaros,
Salve, salve, salve...
Salve os salvos,
Salve os afogados,
Salve, salve, salve...
Salve tudo e todos,
Está tudo misturado!
Salve, Salve, Salve!

Compartilhar

Obra registrada!
Protegida pela Lei 9610 (Direitos Autorais)
Plágio é crime! São Gonçalo - RJ

RICARDO OHARA
08/02/2015