Site de Poesias

Menu

''TODO DIA''

[Ilustração não carregada]

 

 

Todo dia  passo, na fronteira do ocaso

Com o acaso do caso teu.

sempre sou refém

nas noites em que vem

 invadir o meu eu...

 

Todo dia remarco espaços

a noite perco compasso,

Caio na cilada,laço

danço sem perder o passo

no tango que prometeu.

 

Todo dia faço acordo,

Acordo no Mar dos teus olhos,

Te afago,mim afogo

Tomo susto,Surto,Surfo...

Na nossa doce paixão.

 

Todo dia quero paz

 Inverna...ai quero mais...

Sem armas,sem escudos,

Deixo esse amor absurdo

inundar meu coração...

 

 

 

Compartilhar
Gil Miranda
06/01/2015

  • 0 comentários
  • 110 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados