Site de Poesias

Menu

Pela Ilusão De Um Sonho Real

 

Perco-me nos instantes de um sonho de ilusão

Em que a face em retrato me é viva e real

Ao encanto da cena que tu me tens a visão

Ainda adormecido pelo devaneio atemporal

 

Refém da vontade de acordar teu coração

Pulsando a emoção em que teu olhar frontal

Ao meu, desanuvia um sentimento de paixão

Despertando o silêncio que me torna irreal

 

Pois já se passou muito tempo que fez à poesia

O cartão postal do meu riso que ao teu fez-se brilho

Pelas noites em que meu pensar por ti se perdia

 

Na esperança destes versos sobreviverem ao teu dia

Pelo amanhecer quando tudo se esvai por trocadilho

Por não se acreditar na rima que transcende a fantasia

 

 

Compartilhar
Murilo Celani Servo
05/01/2015