Site de Poesias

Menu

Os coronéis e seus poderes econômicos e autoritários.

          Os coronéis e seus poderes econômicos e autoritários.
 

 
 
 
Os coronéis do País assim como eram chamados, os grandes detentor de fazendas
E de poderes econômico, exímios criadores de gados, donos de grandes engenhos
Estes perderam a mão de obra destes ex-escravos porque não acha justo pagar pelo
Os seus trabalhos julgavam que eles não eram dignos, de ser assalariados
Em pouco tempo as poucas cidades que existia ficaram repletas de famílias inteiras
De ex-escravos sem amparos, desta maneira os negros por falta de oportunidades
Começaram a viver as margens da sociedade nas periferias das cidades
 
Entre tantas crueldades que foram praticadas contra os escravos no Brasil
A maior foi dar à sonhada liberdade a carta de euforia sem nem uma indenização
Na época da abolição da escravatura no Brasil a coroa Imperial era dona de quais
Todas as terras do País, pois as mesmas ainda não possuíam títulos de posse definitivos
A mesma não teve coragem de a minimizar os sofrimentos destes que não tinha a quem
Recorrer doando a cada cidadão negro uma gleba de chão onde poderia começar
Uma nova vida com dignidade junto com os seus familiares
 
Por isto ate hoje em nosso País, os preconceitos contra os negros ainda existem mesmo
De forma branda mais existem; é uma doença que vem sendo erradicada lentamente
Os brancos, o Manoel o João todos podem ter carrão passam pelas ruas sem ser nota
Se é um negrão, logo alguém diz serra que este foi roubado, ou tá andando escondido
Será que terei que avisa que ao seu patrão que o negrinho pegou o carro pra lava
 E saiu pelas ruas a passear, isto ainda é fato em nossos meios sociais
O que o negro precisa é de oportunidades de igualdade no seio da sociedade.
 
 
 
 
 
 

 

 

Compartilhar
João Marques JM
10/11/2014

  • 1 comentário
  • 57 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados