Site de Poesias

Menu

NOZ

(Lucilla Guedes)

 

Minha alma venta

Em rodamoinho,

Em câmera lenta,

Tão baixinho

Que se não vê.

 

Quando mais não cabe,

A noz se abre

E a alma escapa,

Lesta e rápida,

Emoldurar você.

Compartilhar

Cascavel, PR

Lucilla Guedes
??/??/????

  • 3 comentários
  • 189 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados