Eu te amo!

Tuas mãos viajam
Pelo meu corpo desnudo...
Sinto arrepios, tremo, grito,
Fico mudo,
Tamanha é a sensação
Que me faz vibrar o íntimo...
 
Teus dedos são mágicos,
Invadem afoitos
Minha privacidade
E dela extraem
O orvalho branco
Que é minha felicidade
E meus pelos se lambuzam
Com o néctar que me deixa
Em frenesi...
 
Recebo teus lábios macios
A percorrerem arestas
De minha pele em volúpia
E te entrego minh’alma
Para sentir, inebriado,
O prazer que vem de ti
Em emoções compartilhadas
De uma sensualidade astuta...
 
Singras minhas nádegas
Com beijos alucinantes
E me envolves no suntuoso
Abraço em que os amantes
Depois, juntos, dizem
Baixinho e ao mesmo tempo:
Eu te amo!
 
 

Ivan de Oliveira Melo
© Todos os direitos reservados