Enigmático

 

 

Todo ser é um enigma até alguém decifrá-lo

Até sentir seu corpo percorrido

Em cada minima linha traçada

E seus pensamentos desvendados

Como a neblina depois das 10

 

Nenhuma segredo é solitario

Vive  a sombra de outros segredos.

 

Teus olhos me revelam o que antes não via

Não sei se cegueira ou falta de atenção

Mas não há criptografia no teu pudor

Está claro

Mais até que o próprio sol

Se não vira antes perdão

Achei o teu jeito estranho

Mas o enigma que me arrastou

Mostrou que o unico mistério que tens

É o poder de me atrair.


 

Alana Lima
© Todos os direitos reservados