Site de Poesias

Menu

Sou gota

 Sou gota

Quantas gotas existem debaixo da ponte
onde a água passou há tanto e ainda passa ?
Quantas vidas viverei até ser água novamente ?
Muitas vezes não quis ser gota, nem me via assim...
preferia ser a madeira, o concreto da ponte, 
mas de nada adianta esse meu querer...
caía de onde estava e deslizava suave meu trajeto.
Porque não me busca essa corrente ?
Não aguento mais esperar preso nessa corrente.

Compartilhar
olisomar
08/09/2014