Site de Poesias

Menu

Incompreedidos

 Amores incompreendidos
 
Antecipo-me a sua picada mortal.
Beliscando no veneno,
Do inferno da tua boca.
Com um longo beijo,
Cheio de amor e desejo.
Desarmo-te, e a trago para mim.
Tiro-lhe o tachado nome
(viúva negra), rotulo e a classifico.
Como, Deusa do amor.
 
Os relacionamentos incompreendidos.
Os amores mal entendido.
Os mistérios desconhecido.
As verdades escondidas.
Mais a vida, pra tudo da um jeito.
Temos nossas qualidades e defeitos.
Me aceite com os meus,
Que te quero e a recebo com os teus.
Por que te amo, de qualquer jeito...
 
Estevo Lima
 

Compartilhar
Estevo Lima
12/08/2014