Site de Poesias

Menu

Meu silêcio

 Meu silêncio
 
Em meu silêncio, procuro viver.
Em minhas noites, tento entender.
Um pensar atrevido, um sorriso de cor,
O reflexo do espelho fala
O que a boca não diz.
De tantas derrotas, tanto medo,
De voltar à dor, a angústia, o vazio.
Dos rostos expostos na vitrine,
Nas ruas, nos bares, na mente.
O que é expresso nos olhos,
Não condiz com minha realidade.
Rostos que diz e representam tudo.
Por momento, penso que vivem
Os personagens que os representa.
E se escondem por traz de
Pesadas e ilusórias maquiagens.
Foram-se os olhares doces,
Iluminados e profundos.
Só resta e ressalta ou gritos,
Que cala meu silêncio...
 
 
Estevo Lima
 

 

 

Compartilhar
Estevo Lima
12/08/2014