Dialogo interior



Em minha solidão
Chamei para o futuro...
O meu passado, porem
Ele não me atendeu.
Dei voltas no meu presente,
Mas descontente,
Meu coração não entendeu!.
Nem tudo na vida me convém,
Por vezes nem o amor me apeteceu.
Pensei ser dono de mim,
Mas mesmo assim nada me convenceu.
Durmo, choro e sorrio de contente,
Quando dou por mim o sonho não aconteceu...
O sol nasce e amanhece novamente.
Aplaudo o sol que o meu corpo aqueceu,
Desfruto do dia, mas nada é comovente;
Dói minha alma que triste arrefeceu...
Então, ferido de morte, meu espirito se esondeu...
Por mais que me pergunto – Quem sou eu?
Meu coração nada respondeu!...
 
J.A.Botacini.
05/07/2014.
 
[Obs. O texto foi inspirado nos versos do poema (solidão) de (Fernando Pessoa)].

 
 

Obrigado pelo carinho da visita ao sair deixe um comentário ou uma simples critica.
Jose Aparecido Botacini
© Todos os direitos reservados