Site de Poesias

Menu

EU QUERO É A FLOR!

Se não posso falar-te de amor,
Porque vivo a escutar teus lamentos,
É a mim que vens dizer da tua dor
E confessar em meus braços teu sofrimento.
 
Eu sou sabedor das tuas desditas,
E é nas batidas do meu coração que te consolas,
Não queres saber que minha alma aflita
Dá-te amor e tu sequer uma migalha por esmola.
 
Se tudo está bem me falas da tua alegria.
Se bem não está desfilas lamentações
Sem perceber o amor que tenho e te daria
Se batesse no mesmo ritmo nossos corações.
 
Quanto mais tenho de te ouvir falar
De um grande amor que não tens,
E eu sei que ele vai te fazer chorar
E tu certa que estou aqui para meus braços vens.
 
Cego é aquele que não quer ver!
Tu levada pela beleza do invólucro,
E não pelo conteúdo que nele venha ter,
Vê-lo-ás que o destino dele será o sepulcro.
 
E então voltarás a mim que te espero,
Para te consolar e dar-te se possível meu amor.
Eu não só te amo, eu te adoro, eu te venero,
E do jardim não importa a cor, eu quero é a flor!
 
 
 
 
 
 
 

Compartilhar

Saber ouvir é uma virtude! Ser compreensivo também o é! O fato de ouvir da pessoa amada lamentos por um amor que não tem, causa um sofrimento imenso por sentir-se usado, e querendo um colo também. pensando qu

Ubirajara Fernandes
27/07/2014