Site de Poesias

Menu

Andei perdido na vida, como traste

Andei perdido na vida, como traste
 
 
 
Procurei-te dentro de mim mesmo
e não te encontrei!
Sonhei-te, acredita, e perdi-te
na minha alma, tosca, esqueci-te!
Jamais me lembrei que em mim, a esmo,
diluiste-te em meu sangue, encantada!
Foi por minhas feridas que te perdi
como se perde a água, derramada!
E foste tu, que por amor de mim
que dorido me encontraste
perdido na vida, como traste
inutil e esquecido. Assim
como coisa sem valor e com dor
nesta coisa que me avilta o coração!
Ah! ainda bem que a mim voltaste
pela mesma razão que de ti me perdi
Pois vivo e choro por esta paixão!
 
24/07/2014
 

 
 

Compartilhar
Ezequiel Francisco
24/07/2014

  • 0 comentários
  • 190 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados