Site de Poesias

Menu

076 quero pintá-la de preto

[Ilustração não carregada]

 Eu continuo guardando as cartas que voçe escreveu Sinto sua falta você sabe

Porque você estar tão longe Eu corro para ônibus acreditando que voçe esta la dentro
Mas sempre corro acreditei que você esta mais eu olho voçe
Não esta
Eu sento no banco
Feche meu olhos vejo
anjo vestido de armadura DEUS Eu faço uma pequena oração
Que sempre fiz o que eu tenho esperança
Eu sei que quando o anjo de DEUS Me Salvar estarei finalmente livre do luto
estarei finalmente livre Eu Feche os meu olhos do
obscuro e triste de saudade no meu coração saudade
Meu filho É TERNA DURANTE AMINHA VIDA NA TERRA
a tua beleza FOTOGRAFIA que me denuncia meu luto

Eu sento no banco da praça e vejo as crianças brincarem
Fazendo coisas que costumava fazer
Vejo você meu filho
nos meu pensamentos
Mais na praça VOÇÊ nâo esta
guardo eu Feche meu olhos me lembro do seu rosto e choro no lembrança da maternidade
do seu jeito e pequeno olhar mundo o seu redor de criança que não volta mais mais
Eu pesso anjos de DEUS Ouvir Minha oraçâo me levar
quero pedi pra nunca mais ter que chorar
e nem ficar triste com no coração vazio
tira da minha vida esse luto

Eu vejo uma porta da minha casa e quero pintá-la de preto de saudade
Preto como a noite, preto como carvão preto esta o meu coraçâo
Preto e o luto Eu continuo guardando as cartas que voçe escreveu
Meu filho Eu tenho caminhado pela rua
As pessoas pensam que eu estou louco
Eu tenho tropeçado nos meus próprios pés
Arrastando-me pela rua
Perguntando pras pessoas: "que se passa com por você Cara? "
Caramba, eu sinto a sua falta
Eu tenho esperado o telefone tocar
Para sempre e sempre, você estará no meu coração
eu vou amar você Não é fácil de encarar quando se mundo inteiro é preto eu vejo tudo preto Eu vejo uma porta eu quero pintá-la de preto
Eu vejo uma uma parede eu quero pintá-la de preto Eu vejo uma tudo que eu vejo quero pintá-la de preto
a onde você estiver meu filho
Eu olho dentro de mim e meu coração está preto igual o luto de saudade As melhores coisas na vida são de graça avida e felicidade que
Dinheiro não compra  nâo apaga o luto constantemente
Autor Moises da vitória ribeiro

Compartilhar
MOISES DA VITORIA RIBEIRO
17/05/2014