Site de Poesias

Menu

SÓ RESTA A SAUDADE

CASEI-ME FUI FELIZ COM A ESPOSA BELA

CONVIVEMOS MAIS DE QUARENTA ANOS

O DESTINO CORTOU OS NOSSOS PLANOS

E EU PASSEI A VIVER SEM O AMOR DELA

SUA AUSÊNCIA ME FAZ EU PENSAR NELA

DEIXOU-ME E PARTIU PRA ETERNIDADE

NO PASSADO EU GOZEI FELICIDADE

HOJE PASSO MOMENTOS SEM PRAZER

TRANSFORMOU-SE O ESTILO DE EU VIVER

E O ALIMENTO QUE TENHO É SAUDSADE

 

DEPOIS DE PASSAR QUARENTA ANOS

DE AMOR CONJUGAL E BEM FELIZ

O DESTINO CORTOU MINHA RAIZ

DESMANCHOU MEUS PROJETOS E OS MEUS PLANOS

EU FIQUEI EM TREMENDOS DESENGANOS

SEM SABER CONTROLAR O MEU SETOR

QUEM VIVIA A SOPRAR O MEU CALOR

DEUS LEVOU E EU FIQUEI NA ANSIEDADE

VIVO PRESO NA GRADE DA SAUDADE

AGUARDANDO A JUSTIÇA DO AMOR

Compartilhar
Edgar Ramalho de Freitas
09/05/2014