Site de Poesias

Menu

Da Árvore de Palavras

Da Árvore de Palavras

Duma árvore de palavras carregada,
O poeta, as colhe e identifica
Sutilmente as imprime e classifica
Entre visões da alma amargurada

Entre verdade, mentira e devaneio
O poeta, como em sonho as descortina
E faz delas a sombra que imagina
Para tirar o que à mente lhe adveio

Vencida esta jornada, doida postiça,
Vinculando as palavras uma a uma
Fala de amor, de dor, e como costuma

Fala de tudo, até critica a justiça
Pois, de falar, o poeta não tem preguiça
Fala tanto, e não resolve coisa alguma !

São Paulo, 28/04/2014 (data da criação)
Armando A. C. Garcia

Visite meu Blog:
brisadapoesia.blogspot.com

Compartilhar
ARMANDO A. C. GARCIA
28/04/2014

  • 0 comentários
  • 258 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados