Site de Poesias

Menu

Correlação

P { margin-bottom: 0.21cm; direction: ltr; color: rgb(0, 0, 0); font-family: "Times New Roman",serif; font-size: 10pt; }
C O R R E L A Ç Ã O (de um acidente ao reverso).
 
Fumaça, cigarro, peruca,
Sapato, pneu, chuva, noite,
Folhas, Cão, carro,
Homem, terno, volante, remédio.
 
A fumaça escura sobe aos rolos
De um abismo que parece sem fundo,
Provocada pela queima de um pito imundo
Caído das mãos de um tolo.
 
Do lugar de costume voou a peruca,
E um pé de sapato ficou no caminho,
O pneu saltitando numa corrida maluca
Desceu com a chuva o morro em torvelinho.
 
Era noite quando do acidente bizarro,
E muitas folhas caíram ao chão
Após o choque com o corpo de um Cão,
Depois, a árvore à frente do carro.
 
Um homem de terno vinha no mesmo,
Bebia ao volante, morto de tédio,
A direção lhe saiu das mãos, e à esmo
Perdeu a vida o vendedor de remédios.

Compartilhar

18/04/2014

  • 0 comentários
  • 21 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados