Site de Poesias

Menu

Brincar da vida

                                                           Brincar da vida
 
Cara ou coroa?
Cheia ou vazia mente
A vida não é um jogo
Mais ironicamente
Ela baila e brinca com a gente.
 
Sou vivido, ao tempo presente
Sou vergonhoso, safado amoroso
Louco, destemido no amor.
Sem aparência mais de boa convivência,
Triste, sofrido e carente.
 
Preciso de você Mulher
Para prender, bater e domar essa fera
No brincar solene da vida
Se fazendo esquecida
Abandonou-me e me deixou pra sofrer...
 
Estevo Lima

Compartilhar
Estevo Lima
09/04/2014