12 de Março

Eu te vejo sorrindo e me transpassa a alma a alegria
É o mais bonito, como quem sorri com os olhos
Bondoso foi o caminho
Que colocou seus passos aqui por perto
Desde então é certo: o caminhar ficou mais leve
E tua voz é a vaidade dos meus ouvidos
E te ter assim do lado é afago pros meus dias
Saudosos sejam os dias que contamos juntos
E os risos que rimos juntos
E os ternos momentos...
De tantas sensações a mais confortante
É encontrar no teu abraço
Mais que abrigo
No teu peito mais que um amigo
É encher meu eu da tua essência
É sentir o equilíbrio habitante em nós
E quão bom é a existência do “nós”,  das histórias, dos cenários
E do meio que nos cerca...
De fato eu denuncio no olhar, nos gestos, no andar,
Eu escancaro as janelas do meu corpo
E transpiro todo sentimento
E evidencio o quanto é feliz ser correspondido
Novamente: -como foi bondoso o caminho!
Como foi gostoso te encontrar e reencontrar
Como são sinceras as cordas do violão
E verdadeiras as músicas
Como são sábios os fragmentos dos livros
Como definitivamente nenhum detalhe é vão
E então é fácil concordar
Que a vida é mesmo poesia,
Com você mais ainda. Que bom!