Site de Poesias

Menu

O quereres de mim?

Não sei o que você quer, nem mesmo sei o por que estou aqui??
A duvida em minha cabeça
cor ao auto, voz, pensando que enlouqueça...
Mas esqueça...Solene, perante vastos sorrisos
ramificam a minha alma...nascendo delas teus beijos ofegantes...

Há amor, à amar, em que amar...por que te amo, se não tendes a me amar...Verdes, prados olhos, suscitando o pupilo do meu coração...Se amar, não é amar, não sei o que sinto, sou sucinto no meu amar?Ora, por que te amo, pois se Camões escreveu amores, significa que também passou por decepções!!!

Como, podes uma árvore boa não dá bons frutos, a menos que seus frutos seja a sua exuberância...Se te planta um sorriso, em ti quero colher beijos...E se colheres o meu olhar, em ti plantarei o fruto do pecado do nosso amor...Como sofro, há como sofro por não ter você...Se em ti revejo o meu passado e assim morro por ele, talvez este seja o meu pecado...Te amar tanto, te amar pouco...em fim, lhe deixo o meu recado!

 

Bruno Henrique

Compartilhar
Bruno
01/04/2014