Vestígios

Vestígios

Não são poucas as vezes em que a natureza me encanta
E que em um de seus espetáculos não rouba minha atenção apenas para si
Então, em mais um entardecer observo o Por Do Sol de um lugar mágico
De onde é possível ver o mar, e os barcos parecem flutuar no céu
Me assento em um lugar privilegiado e olho ao redor
Cada detalhe que me cerca e que conspira com o momento
Deixando evidente que a fortes laços a natureza se abraça
E apesar da agressividade que um predador se lança sobre sua presa
Laços estes que a sustentam e a preservam
 
Como esquecer este fim de tarde?
Do barco ao mar que parece flutuar no infinito?
A natureza nos dá motivos de sobra
Para que as lembranças jamais esqueçam isto
 
Deste dia que se finda
Onde a noite está prestes a assumir seu turno
Enquanto o sol se despede no horizonte
E em seus últimos feixes de luz, o dia vai cedendo espaço para as estelas
Que pouco a pouco tendem a tomar o céu
Trocando completamente o cenário, e dando início a um novo espetáculo
Onde a estrela principal será a lua e cada estrela, coadjuvante
Empenhadas todas juntas para uma noite perfeita
Onde se apaguem completamente qualquer vestígio do dia
Deixados no horizonte pelo pôr do sol

 
 
 

Um dia inesquecivel, onde estava em Paranapiacaba, desci até o Poço das Moças, e na volta, decidi ficar na torre contempando o por do sol. Um espetáculo maravilhoso, onde tive por bonus poder ver algumas estrelas a brilharem no céu ainda com o céu claro.