Site de Poesias

Menu

Luciana Araujo

Definir-se é um prazer surreal. O olhar para si mesmo é desafiador , inebriante, afinal pode-se fazer valer qualquer consideração inverídica acerca da própria verdade .

Sou uma mineira do" pé rachado  ", costumo dizer. Há uma "goianidade" impressa em mim, uma inquietude que se traduz em dinamismo cotidiano . Também  uma timidez incômoda em meio ao inusitado me acompanha quase sempre.

 

 

 

Odontóloga por formação e exercício, amante das letras desde a infância.

 

 

 

Uma condição essencial: a liberdade ! Nada se faz táo emergencial como as expressões livres, as palavras soltas e a leveza dos afetos. Não acorrentar-se é o princípio do amor e das virtudes humanas mais sublimes.

E, por que não dizer?! Uma vida repleta de amores e histórias para contar!

  • "Desmistificar a lenda é trazer à tona fantasmas que outrora não existiam.A minha ânsia por liberdade é maior."
  • Fale com o Poeta

Poesias de Luciana Araujo

Título Data Com. Vis.
Trem-bala 09/10/2016 2 132
Trinta dias 03/08/2016 1 102
Ilusões 13/02/2016 3 192
Ilusões 13/02/2016 0 65
Sobre o carnaval... 09/02/2016 1 308
Tempo das horas 10/01/2016 3 126
Pais e filhos 10/01/2016 0 61
O reencontro-(Caminhos) 13/12/2015 3 167
O retrovisor 22/11/2015 7 112
Voos 15/11/2015 3 132
Os sentidos 04/11/2015 6 180
Novembro 02/11/2015 3 59
Sem pudores 17/10/2015 4 141
Entre quatro paredes 15/10/2015 3 131
O tesão 13/09/2015 2 152
Setembro 08/09/2015 4 82
Sobre o silêncio 02/09/2015 1 63
Ociosidade 02/09/2015 0 43
Proposta 02/09/2015 0 60
O suicida 02/09/2015 0 65