Site de Poesias

Menu

"Foi engano..."

[Ilustração não carregada]

Você foi o ascendente de todos os meus enganos
O caminhar interrompido na soleira da entrada
O beijo roubado que alimentou os desenganos
Na tarde divertida e visivelmente apaixonada...

Foi engano o efeito de flutuar quando me olhava
E o esmero imensurável que acreditei ser verdade
O jeito terno no olhar, no sorriso que espreitava
Talvez fosse embuste o cheiro do fim de tarde...

Os sussurros nos abraços nutriam minha urgência
Ajustavam-se impecável na medida da minha ilusão
Talvez pra me indenizar por tua futura ausência
Conferindo-me a penumbra da austera solidão...

Revelou falso amor, mas não lhe atribuo engano
É culpa do meu coração, carente, cego... Insano...

Glória Salles

-Registro na Biblioteca Nacional
-Ministério da Cultura
-E.D.A. —


Compartilhar

Aqui...

Gloria Salles
08/04/2013