Site de Poesias


Meus Dias

 

 

São cotas de amor que brotam

São medidas  do gostar para amar

Meus dias estão sempre atarefados

Procurando você em meu espaço espalhado

Tentando me achar nesse menosprezado mundo retalhado

No Tempo que foge e nos deixa sempre ofegantes

 

De adentrarmos em nossos vagos encantos

E tentarmos nos calar diante da imaginação

Que cresce em cada tempo numa eterna dedução

Deixando que isso afogue quem não vê na sua compreensão

Esse grande amor acontecer em seu viver e como aparecer!!!

E nem se esforça para entender em como não ser retrospecto

 

Meus dias são resgates de pura maciez e sensatez

Que me faz  sorridente em cada ocasião das minhas ilusões

Abrindo meu sorriso com bastante amor e perfeição

Deixando o brilho da satisfação brilhar em cada visão

E esvaziando minha mente das tristezas sem motivação

Fazendo me deliciar das  ideias com muita ação e agitação

 

São horas trabalhadas no silêncio de meu pensar

Descobrindo um novo tempo pra sorrir e meditar

Fazendo de cada sabor do  gostar, um contemplar 

Sobre a beleza do admirar e se fazer espetacular

Na imensa  criação divina desse amor a ressaltar

A nossa verdadeira obra a nos contagiar

 

Meus dias são as boas energias

Que vão e voltam  eternamente

Trazendo e levando amor como magia

Na  esperança de ser um ser vivente

Em suas maneiras de se encontrar

Nas belezas de um simples olhar!

 

 

 

Meus dias são de grandes festas  ausentes

Servindo de cores e adornos  como  tela em mente

A fantasiar meus insensatos pensamentos 

E fazendo dessa predileção  constante

A minha alegria no amor em cada instante

Sem precisar estar distante mas delirante

Compartilhar
Mariana Cordeiro( Maryta)
26/02/2013

  • 3 comentários
  • 41 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados