Site de Poesias

Menu

Quero-te mesmo assim ...

[Ilustração não carregada]

Cíclica e repetitiva experiência
que me diz que eu não sou assim
tão bem sucedida
nem tão bonita ou aceita
Vivência espelho
que me fere e me mostra
nua, sem máscaras e desforme
neuro depressiva, discrepante e miserável
Revelações me impregnam de mim mesma
como piche que gruda no corpo


Mesmo assim: eu te quero!
Não há muito mais da cor ou sabor
nem fiquei mais pragmática
continua só uma beleza antiga remendada
regada, com um pouco de álcool
um pouco de oração
e não haverá para nós nenhuma canção

     -  Tudo bem? -

Então se você me aceitar deste jeito
você também poderá se mostrar e me acompanhar
que com certeza não vou discriminar
a sua feiura

 

Compartilhar

Obrigada por me ler!
Aos velhos amigos: ô gente, eu tirei dois nomes q tava mto gde, e o q mais pegou acobou sendo gasparini, tem um poeta q me chama de Gasparini inclusive kkkkk beijos!

Elisa Gasparini
03/10/2012

  • 6 comentários
  • 827 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados