Site de Poesias


Rumos do Destino

Rumos do Destino


O que é o Destino eu não sei.

Só que se ele deveras existe,

Está agindo como numa imaginei,

A viver sem voce e por isto persiste

Com esta dor de saudade que insiste,

O tempo todo não deixar te esquecer

Mesmo que nada mais possa fazer.

 

Mas, de certa maneira

E Embora  parecendo isto tremenda besteira,

Melhor assim,

Pois sem voce na vida

Por mais bela que seja linda e colorida

Serei tudo sem nada, metade de mim.

 

Trilha Sonora do Poema:Destiny - Julian Grey

http://youtu.be/gB4ujZyhs8E

Compartilhar

Messejana - Fortal - Brazil

Patricio Franco
20/09/2012